Queiroga diz que Brasil será referência em vacinação de crianças

Marcelo-Queiroga
Marcelo-Queiroga




O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o Brasil vai liderar a vacinação global de crianças contra a Covid-19. De acordo com o chefe da Pasta, isso deve ocorrer devido à capacidade do sistema. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou em 16 de dezembro a aplicação da vacina da Pfizer em crianças 5 a 11 anos. O primeiro lote está programado para chegar ao Brasil nesta quinta-feira, 13. A previsão é de que as crianças comecem a ser vacinadas na sexta-feira, 14. O Ministério da Saúde encomendou 20 milhões de doses pediátricas da Pfizer para o primeiro trimestre de 2022. Queiroga diz que novas solicitações de vacinas dependerão da demanda, com a procura, de pais para vacinar seus filhos.

Queiroga diz que Brasil será referência em vacinação de crianças
Queiroga diz que Brasil será referência em vacinação de crianças. (Imagem: Reprodução)

Veja também: “O Brasil não resiste a um novo lockdown. Será o caos”, diz Bolsonaro

Há 20,5 milhões de crianças de 5 a 11 anos no Brasil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É necessário o dobro de doses, aproximadamente 41 milhões, para vacinar todas elas. Porque cada criança receberá duas injeções no intervalo de oito semanas. O ministro também fez um comentário sobre a possibilidade de uso da CoronaVac para essa faixa etária, argumentando que se a Anvisa aprovar o Ministério da Saúde irá analisar as condições da aprovação e, se tudo estiver certo, vai liberar o imunizante para a população brasileira. A agência está analisando o uso da CoronaVac em crianças e adolescentes. O imunizante da Pfizer, até o momento, é o único liberado para esses grupos no Brasil.


 

Portal de Olho – A Notícia com Verdade
Endereço: Residencial Barcelona, Casa 22 Bairro Pousada do Sol, Campo Maior – Piauí
Número: (86) 9.8123-5348 |
E-mail: [email protected]