Com tiros à queima a roupa, Fiote foi morto por motoqueiros em Sigefredo Pacheco

Facapi

ATUALIZADA | 14:20hrs

O comandante do GPM de Sigefredo Pacheco, Sargento Hagson, afirma que Fiote tinha várias passagem pela polícia acusado de tentativa de homicídio, ameaça e disparos de arma de fogo em praça público – “Ultimamente ele tava tocando o terror na cidade de Sigefredo Pacheco”, revelou sem dar muitos detalhes.

Testemunhas afirmaram à polícia que dois homens em uma moto foram vistos na cena do crime -” Dois homens em uma moto chegaram na esquina da casa. Um deles desceu de capacete e entrou na casa onde esfaqueou e disparou três tiros contra Fiote. Ele saiu tranquilo, como se nada tivesse acontecido, subiu na garupa da moto e foi embora”, disse um morador.

___________

O CRIMEConteúdo publicado inicialmente.

Um homem identificado por Luis Pereira de Oliveira, mais conhecido como “Fiote”, de 50 anos, foi assassinado no início da tarde desta segunda-feira (08) no município de Sigefredo Pacheco, distante a 162 km da capital Teresina.

Fiote assassinado em Sigefredo Pacheco

De acordo com o comunicador Elvis Presley, da Web Tv Sigefredo, o homem foi morto dentro da própria residência, no Bairro Bela Vista – “Ainda não podemos confirmar quais as causas. Informações preliminares dão conta que ele foi atingido por disparos de arma de fogo e também por arma branca (faca)”, disse durante a transmissão ao vivo afirmando ainda que nenhuma atitude ou movimentação suspeita foi vista por vizinhos da vítima.

Ao ” De Olho”, o comandante do GPM de Sigefredo Pacheco, Sargento Hagson revela que os fatos estão sendo apuradas e diligências estão em andamento para tentar elucidar o caso – “O IML já foi acionado”, contou.

“Fiote”, que morava sozinho, tinha passagens pela polícia pelas práticas de ameaça e por efetuar disparos de arma de fogo em praça pública.