Jovem é ridicularizada por organização de sorteio da Prefeitura de Boqueirão do Piauí




Uma jovem identificada como Lilia Régis foi ridicularizada após ter sido impedida de receber uma motocicleta de um sorteio realizado pela Prefeitura de Boqueirão do Piauí, na noite do último domingo (1°), durante as festividades que homenageavam a passagem do Dia do Trabalhador.

Por meio das redes sociais, a Prefeitura havia anunciado, ao longo das últimas semanas, que realizaria sorteios de diversos prêmios durante as solenidades alusivas ao Dia do Trabalhador. Entre os prêmios, estavam uma geladeira, uma motocicleta, um fogão, um liquidificador, uma televisão e uma motocicleta Honda Pop 0 km.  Após ter conhecimento da realização do sorteio, Lilia decidiu participar para concorrer à premiação.

Em contato com o De Olho, a jovem, que possui domicílio eleitoral em Boqueirão do Piauí e, inclusive, votou na prefeita Genir Ferreira nas últimas eleições, decidiu entrar em contato com a própria gestora para saber se poderia participar do sorteio, que seria voltado apenas àqueles que residissem na cidade.

“Eu tenho residência em Boqueirão do Piauí e voto aqui. Inclusive votei na prefeita Genir nas últimas eleições de 2020. Ao saber do sorteio, eu decidi participar porque qualquer um dos prêmios ia ser muito útil para mim. Só que, antes de me inscrever, eu perguntei para prefeita se poderia participar do sorteio mesmo passando alguns períodos do ano em Campo Maior, cidade natal do meu namorado”, disse a jovem.

Segundo Lilia, após entrar em contato com a prefeita, esta teria respondido positivamente que ela poderia participar tranquilamente do sorteio.

“Eu entrei em contato com a prefeita através do WhatsApp e ela confirmou que eu poderia sim participar do sorteio e que bastava eu apresentar o comprovante de residência da minha mãe, que mora comigo aqui em Boqueirão. Eu tenho até o áudio dela falando que eu poderia participar”, afirmou.

Após a confirmação de Genir no sentido de que a jovem poderia sim participar do sorteio, esta se inscreveu e seu nome foi colocado na urna para concorrer ao prêmio.

No momento do sorteio da motocicleta, a própria prefeita retirou vários papéis da urna e, logo em seguida, descartou vários deles, deixando apenas um em suas mãos, justamente o que tinha o nome de Lilia.

Logo em seguida, o cerimonialista recebeu o papel das mãos de Genir e leu o nome da jovem, que se encaminhou até o palco para saber como faria para receber a premiação. Neste momento, várias pessoas que estavam na plateia começaram a vaiar e gritar dizendo que a jovem não residia no município.

“Na hora que eu estava indo pro palco, várias pessoas começaram a me vaiar e me xingar. Foi muito constrangedor, eu fiquei com muita vergonha. Muitas pessoas estavam dizendo que eu não morava em Boqueirão, mas eu moro sim, tenho título eleitoral registrado lá e também tenho comprovante de residência”, afirmou Lilia.

Após perceber as vaias e a pressão popular, a organização do sorteio, de forma supostamente arbitrária, decidiu retirar o prêmio de Lilia, sem dar justificativa plausível.

“Me chamaram no palco e eu fui lá na mesma hora, no desespero e na euforia por ter ganhado a moto. Na hora, não me deram tempo nem de pegar meus documentos pra comprovar que eu residia e foram logo dizendo que eu não podia receber o prêmio. lá Foi muito triste pra mim ver todas aquelas pessoas me vaiando, me chamando de ‘esperta’, mesmo eu participando do sorteio somente após ter perguntado pra prefeita se poderia concorrer aos prêmios”, concluiu.

A jovem contou que, junto com seus familiares, está pensando no que vai fazer diante da situação considerada por ela como “injusta”.

Outra parte

A reportagem do De Olho entrou em contato com a prefeita Genir Ferreira para que ela se manifestasse sobre o caso. Em nota, a gestora, por meio da comissão organizadora do sorteio, afirmou o seguinte:

“A comissão pediu que participante apresentasse os documentos necessários para receber o prêmio, mas infelizmente, ela não estava com os mesmos no momento. Como constava nas observações do cupom. Reiteramos toda lisura e transparência no sorteio e no próximo realizaremos uma festa ainda maior e como mais prêmios para nossa população. Todos os participantes apresentavam o cupom ao conferencista, ele conferia se estava certo o número do sorteio. Se positivo a pessoa seguia para receber o prêmio. A moça trouxe apenas o cupom, não apresentou documentos pessoais com foto nem comprovante de residência. O ganhador residente no município já saia como o prêmio e as parte burocráticas são resolvidas com a Comissão.”

 

 

 


 

Portal de Olho – A Notícia com Verdade
Endereço: Residencial Barcelona, Casa 22 Bairro Pousada do Sol, Campo Maior – Piauí
Número: (86) 9.8123-5348 |
E-mail: [email protected]