Cosems-PI denuncia falta de agulhas e seringas nos municípios piauienses

Facapi

A falta de seringas e agulhas nos municípios piauienses para aplicação de vacinas foi denunciada pela vice-presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Piauí (Cosems-PI), Leopoldina Cipriano, nesta sexta-feira (19). Segundo ela, a responsabilidade de garantir os insumos para que os municípios façam a imunização da população humana e animal é da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi).

O g1 entrou em contato com a Sesapi, que não se manifestou sobre a falta dos insumos até a publicação desta reportagem.

Leopoldina Cipriano destacou que é obrigação do estado disponibilizar os insumos de acordo com o número de doses de vacinas enviadas a cada município, mas isso só veio acontecer depois que o Cosems reclamou.

“Depois que o Cosems foi atrás, reclamou e questionou, o estado tem garantido as seringas da Covid, mas as vacinas de rotina continuam sem seringa e agulha, agora mesmo começamos a campanha de vacina animal e o estado não garantiu 100% das seringas e agulhas. E nós estamos vacinando com nossas seringas, mas estamos lutando para que o estado pague por elas”, afirmou.

Sobre a dose de reforço para a população em geral de 18 a 59 anos, a gestora da saúde disse que não houve discussão sobre o assunto com a Sesapi. Segundo ela, a orientação com Conselho aos secretários é fazer busca ativa dos pacientes para segunda dose e dos idosos acima de 60 anos, profissionais da saúde e imunossuprimidos para dose de reforço.

“Quando as vacinas forem chegando aos municípios, que a gente notar que temos segurança para convocar a população, vamos chamar essa população que está no momento de tomar essa dose de reforço. Desde que a gente tenha certeza que tenha vacina, seringa e agulha nos nossos municípios para a vacinação”, ressaltou.

FONTE: G1 PI