931 crianças ainda não receberam 1ª dose contra Covid-19 em Campo Maior e correm risco de desenvolver formas graves da doença




Um total de 931 crianças com idades entre 05 e 11 anos de idade ainda não foram levadas aos postos de saúde de Campo Maior para receberem a primeira dose da vacina contra a Covid-19. É o que revela o vacinômetro da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), que reúne dados sobre a vacinação nos municípios piauienses.

Das 4.154 crianças que integram o referido público do município, 3.223 receberam a vacina pediátrica da Pfizer, o que corresponde a uma cobertura vacinal de 77,59%. O restante, ou seja, 931, ainda não se vacinaram e correm risco de desenvolver os quadros graves da doença, que pode levar à morte por complicações severas como falta de ar.

Para a secretária de Saúde, Dorilene Vidal, a cobertura vacinal é positiva, mas, em se tratando de um município do porte de Campo Maior, muita gente ainda precisa ser vacinada: “Pedimos a colaboração dos pais, porque a responsabilidade é deles. Precisa partir dos pais e mães ou responsáveis a necessidade de levar seus filhos até um posto de saúde para receber a vacina”, destacou.

Ainda segundo a secretária, crianças que não receberam a primeira dose estão propensas a contrair coronavírus e desenvolver os quadros mais graves da doença: “É muito importante a vacinação para evitar que as crianças desenvolvam sintomas mais fortes. A vacina é segura, eficaz e necessária”, reiterou.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que há disponibilidade de doses pediátricas, mas, para evitar perdas de doses, estará fazendo agendamento para reunir o máximo de pessoas num único dia da semana.  Outra preocupação deve ser o fato de que as aulas presenciais já retornaram, portanto, quanto mais crianças vacinadas, melhor para evitar contágio pela Covid-19.


 

Portal de Olho – A Notícia com Verdade
Endereço: Residencial Barcelona, Casa 22 Bairro Pousada do Sol, Campo Maior – Piauí
Número: (86) 9.8123-5348 |
E-mail: [email protected]