Equatorial-PI reivindica que Ribinha pague do próprio bolso R$ 354 mil por atrasos

928 0

 

“MÁ GESTÃO”

Entre os inúmeros pedidos na denúncia feita pela Equatorial Piauí junto ao Tribunal de Contas do Estado contra o gestor de Campo Maior, Ribinha do PT, está o que almeja que a Corte de Contas “determine o bloqueio nas contas do gestor responsável pelos atrasos nos pagamentos, que geraram juros, multas e correção monetária, no importe de R$ 354.877,75”.

O caso ainda está sob análise do TCE.

VEJA TAMBÉM | SEDUC abre processo seletivo para nível médio e superior

O relator é o conselheiro Luciano Nunes.

FONTE: 180 Graus



WhatsApp


Related Post

close