PM-PI expulsa soldado acusado de executar motorista em Teresina

456 0

A decisão do dia 24 de julho só esteve presente no Diário Oficial nesta quarta-feira (12)

Em publicação no Diário Oficial do Estado Piauí nesta quarta-feira (12) a Polícia Militar (PM) decidiu por expulsar o soldado Leandro Reis Alves de Oliveira, acusado de executar o motorista de ônibus Manoel Messias Ramos Ferreira em setembro de 2014. A Procuradoria Geral do Estado (PGE) deu como procedente as acusações, e o coronel da PM, Lindomar Castilho, seguiu o parecer do órgão decidindo pela expulsão de Leandro.

Coronel Lindomar Castilho
Coronel Lindomar Castilho.

Além de Leandro Reis, estava envolvido no crime outro policial, de nome José Wellington da Silva Sousa, que já havia sido expulso da PM em setembro de 2015.

Motivação do crime

Segundo as investigações da Delegacia de Homicídios, o motorista Manoel Messias participava de uma quadrilha responsável por realizar assaltos na capital Teresina, juntamente com  Leandro Reis e José Wellington. Na época as investigações deram como responsáveis pelo crime de execução os dois policias.

Veja também | Delegacias no Piauí voltam a registra B.O presencialmente

A principal razão do assassinato seria por um desentendimento entre os membros da organização criminosa, na qual Manoel estaria levando proveito em relação aos outros integrantes, que não suportaram e acabaram o executando.

Entre os crimes cometidos pela quadrilha estava o ocorrido em outubro de2013 na Granja União, localizada no bairro Piçarra, em que os meliantes teriam levado aproximadamente R$ 3 milhões.



WhatsApp


Related Post

close