Acusado de estuprar crianças no Piauí já é procurado em todo o país

Facapi

O mandado de prisão preventiva expedido no último dia 07 pelo juiz da Central de Inquéritos de Teresina, Valdemir Ferreira Santos, em desfavor do estudante de medicina Marcos Vitor Aguiar Dantas Pereira, já está disponível no Banco Nacional de Mandados de Prisão. Marcos Vitor é acusado de abuso sexual contra duas irmãs e duas primas, todas menores de idade.

A inclusão da ordem judicial permite que qualquer força de Segurança Pública do país tenha acesso ao mandado de prisão preventiva expedido contra Marcos Vitor, que se encontra em local desconhecido pela Polícia Civil do Piauí.

De acordo com o delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko, desde o início das investigações, a delegada titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) tem encontrado dificuldade até mesmo em intimá-lo, tendo em vista que ele não foi encontrado em nenhum dos endereços.

“Até agora não temos conhecimento do paradeiro dele. Nesse momento eu posso afirmar que ele se encontra em local incerto e não sabido. Essa dificuldade vem desde o início da investigação no sentido de localizar por intimação. Foi agendada oitiva dele através da defesa e ele não compareceu, então acredito que isso tenha sido um dos fatores determinantes para o pedido de prisão, porque há indícios de autoria e materialidade do crime, cujas circunstâncias nós não podemos revelar, mas também há os requisitos da prisão preventiva, em face da garantia da gravidade de delito, da ordem pública e também da dificuldade de uma eventual aplicação da lei penal, uma vez que há essa dificuldade de encontrá-lo”, declarou.

PF entrou no caso

A Polícia Federal anunciou na manhã desta quarta-feira (13) que está dando apoio à Polícia Civil do Piauí com objetivo de capturar Marcos Vitor. A PF informou que todas as unidades situadas nas fronteiras aéreas e terrestres forem comunicadas sobre o mandado de prisão preventiva e se encontram em alerta.

Entenda o caso

No dia 22 de setembro o GP1 publicou reportagem revelando o caso de Marcos Vitor, acusado de abusar sexualmente de crianças e adolescentes da própria família. A vítima mais nova é irmã do estudante e tem apenas 3 anos de idade. A DPCA instaurou inquérito e não conseguiu localizar o suspeito para intimá-lo, até que foi decretada sua prisão preventiva. Agora, Marcos Vitor é considerado oficialmente foragido da justiça.

FONTE: GP1