‘Zé do Valério’ é condenado a 30 anos por morte e estupro de universitária no Ceará

Zé do Valério
Zé do Valério




O vaqueiro José Pereira da Costa, conhecido como ‘Zé do Valério‘, foi condenado a 30 anos 1 mês de prisão, sendo 21 anos e 10 meses devido ao homicídio e oito anos e três meses pelo estupro . A sentença foi proferida na noite desta quarta-feira (25), após mais de oito horas desde o início do júri. Os jurados decidiram que ‘Zé do Valério’ é culpado pela morte e estupro da universitária Danielle de Oliveira Silva.

O júri popular reconheceu quatro qualificadoras, dentre elas a de feminicídio. O julgamento teve início por volta das 10h e foi presidido pelo magistrado Victor Nunes Barroso. Por volta das 17h30 os debates foram encerrados e o júri se reuniu para votar.

'Zé do Valério' é condenado a 30 anos por morte e estupro de universitária no Ceará
‘Zé do Valério’ é condenado a 30 anos por morte e estupro de universitária no Ceará. (Imagem: Reprodução)

Durante leitura da sentença, o juiz destacou que “houve premeditação do crime para abordar a vítima. “Aproveitou-se da saída do pai da vítima para que ela estivesse sozinha em casa e agir” e que o réu possui desvio de conduta.

A sessão aconteceu no 1º salão Júri da Comarca de Fortaleza, no Fórum Clóvis Beviláqua. Ao longo do julgamento, a defesa tentou afastar a ideia do estupro se valendo que a análise laboratorial não indicou diretamente vestígios de estupro, mas a acusação destacou a crueldade com a qual o crime foi cometido e questionou porquê a vítima foi encontrada nua.

Zé do Valério constrangeu Danielle Oliveira. Ameaçou mediante arma de fogo, constrangeu a praticar conjunção carnal. Ela foi encontrada despida e isso fala muito — pontuou a acusação durante o júri.

ACUSAÇÃO

José Pereira foi acusado pelo crime de homicídio quadruplamente qualificado e estupro. A universitária tinha 20 anos quando foi assassinada e encontrada em um sítio vizinho ao da família dela. Consta nos autos que o corpo da vítima estava despido. O laudo da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) constatou que havia sinais de violência sexual.

‘Zé do Valério’ teria chamado a jovem e exigido que ela o beijasse. Quando Danielle negou o beijo, ele teria a levado para um matagal, forçado a relação sexual e depois efetuado disparos de arma de fogo. O vaqueiro já tinha trabalhado no sítio da família da estudante.

Veja também: Publicada lei que torna hediondo crime contra menor de 14 anos

Ele percorreu quase 300 quilômetros até ser preso no dia 12 de julho de 2019, no Estado do Piauí.
Durante a fuga, o vaqueiro roubou uma moto, invadiu uma casa, furtou comida, mas sempre escapava do cerco policial se escondendo na mata. Ao sentenciado foi negado o direito de recorrer da sentença em liberdade.

Fonte: Diário do Nordeste


 

Portal de Olho – A Notícia com Verdade
Endereço: Residencial Barcelona, Casa 22 Bairro Pousada do Sol, Campo Maior – Piauí
Número: (86) 9.8123-5348 |
E-mail: [email protected]