Procon notifica 65 postos de combustíveis no Piauí; confira a lista




Insatisfeitos com os preços elevados praticados na comercialização de combustíveis no Piauí, consumidores têm registrado um grande número de denúncias junto ao Programa Estadual de Defesa do Consumidor (Procon/PI), órgão vinculado ao Ministério Público do Estado do Piauí.

Somente no período de 26 de fevereiro a 25 de março deste ano, 116 postos de gasolina foram vistoriados após reclamações em Teresina e em mais oito cidades piauienses. Até agora, 65 estabelecimentos apresentaram irregularidades e foram notificados pelo Procon, sendo 26 deles apenas na capital. (Abaixo, confira a lista de postos autuados). Os pontos de venda de combustíveis estão passíveis à aplicação de multa que varia entre R$ 600 e R$ 10 milhões de reais.

O aumento abusivo e constante dos preços e a existência da chamada “bomba baixa”, que consiste na tentativa de enganar o consumidor, estão entre os principais problemas constatados.

Segundo o chefe de fiscalização do Procon, Arimatea Arêa Leão, já foram solicitados os dados presentes em notas fiscais com informações diversas que poderão determinar a aplicação de multa às empresas que estejam descumprindo as normas para o bom atendimento ao consumidor.

Uma das questões levantadas é o repasse das reduções do preço da gasolina ao consumidor final, quando da queda dos valores nas refinarias. “Este ano recebemos muitas reclamações por conta da alta dos preços dos combustíveis e por isso estamos intensificando as ações de combate às irregularidades. É importante que o consumidor esteja atento e denuncie nos casos em que há suspeita de aumento abusivo”, falou Arimatea Arêa Leão.

Confira a lista de postos autuados pelo Procon (MPPI) em Teresina:     

Planalto Petróleo União LTDA – aumento de preço

Posto Cacique 12 – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto Full – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto Flex – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto Santa Maria – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto HD 9 – autuado por elevação de preço sem justa causa

JR Comércio de Combusíveis LTDA – autuado por elevação de preço sem justa causa

Mirante Petróleo LTDA – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto São Raimundo Universidade – autuado por elevação de preço sem justa causa

Planalto Petróleo Bola LTDA – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto Planalto 25 – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto Planalto 26 – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto Planalto XI – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto Petróleo Morada Nova LTDA – autuado por elevação de preço sem justa causa

Postão Comércio e Transportes de Combustíveis – autuado por elevação de preço sem justa causa

Postão Comércio e Transportes de Combustíveis Eireli – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto KM – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto Erton Rego II EIRELI – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto Mais João XXIII – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto Primus – autuado por elevação de preço sem justa causa

Santa Teresinha Combustíveis LTDA – autuado por elevação de preço sem justa causa

Tepel Teresina Petróleo Eireli – autuado por elevação de preço sem justa causa

Posto HD – deixou de atender o consumidor na demanda de venda de combustível

Posto Hidrolandia LTDA – deixou de atender o consumidor na demanda de venda de combustível

HD Petróleo Albertão LTDA – deixou de atender o consumidor na demanda de venda de combustível

HD João XXIII – gasolina comum coletada para análise

Além da capital, as equipes de fiscalizações estiveram nos municípios de Cajueiro da Praia, Altos, União, Parnaíba, Luzilândia, Demerval Lobão, Luís Correia e José de Freitas durante as Operações Petróleo Real, Petróleo Real II e fiscalizações conjunta com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Em Altos, foram sete postos:

Posto Altos 9 – alvarás e certficados da ANP atrasados

Posto Gasocel II – comercialização de óleo diesel sem informações corretas, claras, precisas, ostensivas, preços e características de qualidade e quantidade

Posto Leal – erro de medição/bomba baixa

Posto Falcão I – erro de medição/bomba baixa

Posto São Raimundo – erro de medição/bomba baixa

Posto Altos II – erro de medição/bomba baixa

Posto Altos Eireli ME – interditado tanque e bicos de gasolina aditivada e coletada para análise em laboratório

Em Demerval Lobão, foi coletado óleo diesel S-10 e S-500 posto para análise do posto J L Carvalho da Silva Eireli.

No município de Luís Correia, foram três postos autuados:

Posto Camurupim – erro de medição/bomba baixa

Posto Rural – erro de medição/bomba baixa

Posto Brisamar – produto comercializado fora do prazo de validade.

Já em Parnaíba, foram 19 postos autuados por diversas irregularidades:

Hélio Correia Lima EPP – combustível não conforme

Comércio e Petróleo São Raimundo – comercialização de combustível a granel em depósito não certificado pelo Inmetro

D J F Carvalho Eireli – erro de medição/bomba baixa

Posto Marinas – erro de medição/bomba baixa

Petro Norte Comércio de Combustíveis e Lubrificantes LTDA – erro de medição/bomba baixa

Pinheirão Combustíveis LTDA – erro de medição/bomba baixa

Posto Mais São Sebastião LTDA – erro de medição/bomba baixa

Posto Nossa Senhora das Graças e Cia LTDA – erro de medição/bomba baixa

Santos Indústria e Comercio LTDA – erro de medição/bomba baixa

Posto Shopping – erro de medição/bomba baixa

Posto Triângulo – erro de medição/bomba baixa

Pinheirão Combustíveis LTDA – falta de equipamentos para análise da qualidade do combustível

Pinheirão Combustíveis LTDA Boa Esperança – falta de equipamentos para análise da qualidade do combustível

Pinheirão Combustíveis LTDA Rodoviária – falta de equipamentos para análise da qualidade do combustível

Pinheirão Combustíveis LTDA Sabiazal- falta de equipamentos para análise da qualidade do combustível

Pinheirão Combustíveis LTDA – falta de equipamentos para análise da qualidade do combustível e falta do CDC

Posto Nossa Senhora das Graças e Cia LTDA Sabiazal – falta do CDC

Posto Fácil – gasolina C aditivada não conforme

Em União, foram quatro postos autuados:

Posto Salomão – falta de equipamento para análise de qualidade do diesel

Posto São Raimundo Nonato – falta de equipamentos para análise de qualidade do combustível

Melo & Lobão Combustíveis LTDA – sistema de desligamento automático superior a 60 segundos

Posto Frota 03 – sistema de desligamento automático superior a 60 segundos

Na cidade de Cajueiro da Praia, o Posto Certo foi autuado por não realizar análises de qualidade dos combustíveis em comercialização.

Em José de Freitas, o Posto Kennedy E Khadafil foi autuado por produtos fora do prazo de validade.

E no município de Luzilândia, foram três postos autuados:

Posto Santa Luzia II – falta do plano de selagem e lacre do bloco medidor do órgão fiscalizador. Divergência entre o volume fornecido e o valor a pagar

Posto Aguiar – não realiza análise de qualidade dos combustíveis comercializados

Posto São Domingos – não realiza análise dos combustíveis e vantagem manifestadamento excessiva conforme laudo do IMEPI   Não perca nenhuma notícia sobre as celebridades: siga

A população tem a possibilidade de denunciar através do e-mail [email protected] Nesse canal, o consumidor tem a possibilidade de anexar fotos e vídeos dos possíveis abusos.

Gasolina mais cara 

O reajuste de preços da Petrobras já chegou nos postos de todo o Brasil. A gasolina mais cara do país é a do Piauí, já o Rio Grande do Norte e o Rio de Janeiro ocupam a segunda e terceira posição, respectivamente. Segundo o levantamento semanal de preços da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural, e Biocombustíveis (ANP), o custo médio do litro da gasolina nesses estados já se aproxima dos R$ 8.

O Piauí lidera a lista, com o litro custando R$ 7,992. Na sequência, o Rio Grande do Norte com R$ 7,921 e o Rio de Janeiro, em terceiro lugar, com o preço médio de R$ 7,731.

FONTE: Meio Norte


 

Portal de Olho – A Notícia com Verdade
Endereço: Residencial Barcelona, Casa 22 Bairro Pousada do Sol, Campo Maior – Piauí
Número: (86) 9.8123-5348 |
E-mail: [email protected]