Chegando a R$ 750 o milheiro, Procon fiscaliza denuncia de abuso no preço das telhas

1507 0

Para apurar nova denuncia sobre os preços dos produtos de materiais de construção, os agentes do Procon de Campo Maior estão realizando uma fiscalização minuciosa nas industrias e lojas do setor para averiguar os valores que estão sendo repassados aos consumidores.

Chegando a R$ 750 o milheiro, Procon fiscaliza denuncia de abuso no preço de telhas
Fiscalização | Foto: Procon de Campo Maior

O “De Olho” teve acesso a uma tabela de preço onde o milheiro da telha de cerâmica tipo colonial antes repassada em média R$ 500, está sendo comercializada em valores que variam de 680 a 750 reais dependendo da loja e modelo. A mesma fiscalização também encontrou uma variante em cima do preço do tijolo.

LEIA MAIS | Procon fiscaliza denuncia de aumento abusivo no preço do cimento em Campo Maior

Um levantamento feito nas notas fiscais das industrias, o Procon encontrou uma variação do preso nas lojas de materiais de construção que, apesar do momento de pandemia e das dificuldades na produção, fica aquém do reajuste feito nas cerâmicas. Pelo menos 6 lojas foram autuadas e devem baixar o preço dos produtos em Campo Maior.

As lojas, assim como também as cerâmicas, terão que justificar as medidas sobre o aumento nos produtos sob pena de sofrerem sansões mediante a lei do código do consumidor. 

Chegando a R$ 750 o milheiro, Procon fiscaliza denuncia de abuso no preço de telhas
Agentes do Procon nas cerâmicas

 

 

 



WhatsApp


Related Post

close