PRF investiga pontos de exploração de crianças nas rodovias do Piauí; BR-343 lidera ranking

402 0

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) monitora 103 pontos vulneráveis para exploração de crianças e adolescentes nas rodovias federais que cortam o Piauí. Os dados da pesquisa Mapear, da PRF em parceria com a Childhood Brasil, mostram que de 2019 a 2020 houve um aumento de 139% nos locais mapeados em relação ao biênio anterior.

Alexsandro Lima, assessor de Comunicação da PRF-PI, explica que durante todo o ano são realizadas ações preventivas em estabelecimentos situados às margens das rodovias para evitar a prostituição infantil. Geralmente, bares e postos de combustíveis são o foco da fiscalização.

“No biênio 2017-2018, a PRF monitorava 43 pontos vulneráveis e em 2019-2020 esse número passou para 103, um aumento de 139% que indica que estamos ampliando o campo de visão, a nossa atuação para evitar o crime”, explica o assessor da PRF no Piauí.

Ele ressalta que os dados são balizadores para um maior planejamento para as ações de prevenção e combate, utilizando as características para cada local.

O levantamento também detalha as rodovias no estado com mais pontos vulneráveis. A BR-343 concentra a maior quantidade de pontos vulneráveis com 29 registros, seguido da BR-135 com 21 e da BR-316 com 19. Já as cidades com maior incidência são Floriano, Bom Jesus e Teresina.

Outro dado observado no mapeamento da PRF foi o aumento em 300%  de pontos vulneráveis em áreas rurais.

“Um dos motivos para esse aumento seria a pandemia do novo coronavírus que fechou diversos estabelecimentos comerciais dentro das cidades, sendo que a rodovia praticamente não teve a sua movimentação alterada pelas medidas restritivas”, informou a PRF.

FONTE: Cidade Verde



WhatsApp


Related Post

close