Mais de 4,6 mil pacientes aguardam por cirurgias no Hospital Getúlio Vargas




O Hospital Getúlio Vargas (HGV) registra atualmente uma fila de mais de 4,6 mil pacientes que aguardam por cirurgias eletivas, aquelas que não precisam ser realizadas com urgência. O aumento da fila é um dos reflexos da pandemia, que obrigou o hospital a suspender alguns tipos de atendimentos para receber pacientes com a covid-19.

Nos meses de janeiro e fevereiro deste ano o HGV registrou uma redução de 26,4% no número de cirurgias realizadas, em comparação com o mesmo período de 2021.

O diretor geral do Hospital Getúlio Vargas (HGV), Osvaldo Mendes, destaca que com as recentes flexibilizações das medidas sanitárias a programação de cirurgias eletivas deve ser acelerada, assim como outros tipos de atendimentos. O objetivo é reduzir o número de pacientes na fila de espera.

VEJA TAMBÉM | Campo Maior não registra casos de Covid-19 há 18 dias; número de mortes não sobe há 10

“Nesse próximo mês de abril a gente vai conseguir voltar a uma normalidade da nossa média que tivemos no passado, apesar da covid-19. Esse começo de ano foi mais complicado ainda. Tivemos muitos médicos que se aposentaram. Tivemos problemas na anestesia, cinco anestesistas se aposentaram”, destacou o diretor.

A ortopedia é a especialidade com maior número de pacientes aguardando por cirurgias. Segundo o diretor do HGV, são mais de 2 mil pessoas na fila.

“Nós conseguimos essa semana repor a questão dos materiais que estavam em falta. Estamos fazendo sempre cirurgias dia de sábado também para poder diminuir essa fila”, destacou.

FONTE: Cidade Verde


 

Portal de Olho – A Notícia com Verdade
Endereço: Residencial Barcelona, Casa 22 Bairro Pousada do Sol, Campo Maior – Piauí
Número: (86) 9.8123-5348 |
E-mail: [email protected]