Juiz de Campo Maior diz que a justiça do município é uma das mais produtivas do país

868 0

Na noite desta segunda-feira (28) o Portal de Olho entrevistou o Juiz de Direito da 2ª Vara Cível da Comarca de Campo Maior, Dr. Júlio César Menezes Garcez, que tratou sobre uma gama de assuntos, dentre estes, a colocação do Piauí, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no que se refere a produção do judiciário, levando em consideração todos os estados do país.

Dr. Júlio César Menezes Garcez
Dr. Júlio César Menezes Garcez

O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) ficou em último lugar do Brasil na categoria justiça estadual. O CNJ avaliou o desempenho dos órgãos da justiça considerando os critérios de Governança; Produtividade; Transparência; e Dados e Tecnologia.

Diante do fato, o entrevistador Joares Cavalcante questionou ao magistrado o porquê do estado do Piauí ter obtido um resultado tão negativo. E nesse sentido, o magistrado também discorreu sobre a produtividade do judiciário do município de Campo Maior.

Dr. Júlio César Menezes Garcez
Dr. Júlio César Menezes Garcez em entrevista ao Portal de Olho juntamente com Joares Cavalcante.

Dr. Júlio César avaliou que muito do resultado negativo que o TJ-PI obteve se deu, dentre outros motivos, pelo não envio de informações ao CNJ nos últimos 2 meses e também em função da recente migração dos processos do meio físico para o meio virtual, através do Processo Judicial eletrônico (PJe). O magistrado conta que o resultado divulgado pelo CNJ pode ser alterado futuramente em função do envio de um novo relatório por parte do TJ-PI contendo novos e melhores números do judiciário do estado.

No que se refere a Campo Maior, o juiz contou que o judiciário do município evoluiu bastante desde a sua chegada na comarca, no ano de 2012. Hoje, com Campo Maior dispondo de um estruturado fórum e de um lugar apropriado para o juizado especial, ficou possível que o avanço do judiciário na cidade ultrapassasse as fronteiras físicas e fosse também para os espectros essenciais da justiça.

Em 2020, em plena pandemia do novo coronavírus, o magistrado relatou que a 2ª Vara Cível de Campo Maior mais julgou do que recebeu processos, foram 2.340 processos recebidos e 2.385 julgados no ano.

“Se colocarmos isso diante da média nacional, eu posso dizer que, sem nenhuma sombra de dúvida, a 2ª Vara de Campo Maior está entre as mais produtivas do país”, contou Dr. Júlio César.

Apesar da crescente produtividade do estado, o juiz alerta que sempre há pontos para melhorar, como por exemplo, o maior número de assessores, de juízes, que em alguns casos tomam conta de mais de uma comarca.

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA CLICANDO AQUI

 

 



WhatsApp


Related Post

close