Aplicação da dose de reforço no Piauí atrasará por falta de vacina

314 0

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) informou que não será possível iniciar nesta quarta-feira (15) a aplicação da dose de reforço da vacina contra a Covid-19. Receberiam primeiramente os idosos com mais de 70 anos e pessoas imunossuprimidas. O órgão informou que vai seguir o cronograma do Ministério da Saúde.

A Sesapi diz que aguarda receber um novo carregamento de doses de vacinas extras esta semana, acompanhado de uma Nota Técnica do Ministério da Saúde com as orientações para aplicação da dose de reforço.

“O estado vem seguindo as orientações do Programa Nacional de Imunizações (PNI)”, informou a pasta.

Dose de reforço

O Ministério considera que o público alvo da dose de reforço continua sendo a que é mais acometida das formas graves da Covid-19, com indícios de ascensão nas taxas de hospitalizações e óbitos.

A decisão foi tomada após ampla discussão na Câmara Técnica em Imunização da Covid19 (CTAI Covid-19).

Conforme o Ministério, a vacina usada será preferencialmente a Pfizer, mas também poderão ser utilizadas as vacinas da AstraZeneca e da Janssen.

A dose de reforço é indicada para os idosos que completaram o esquema vacinal há mais de seis meses. No caso dos imunossuprimidos, eles devem esperar 28 dias após a segunda dose.

Os pacientes “imunossuprimidos” incluem por exemplo, pessoas com câncer, pessoas vivendo com HIV, transplantados e outros com o sistema imune fragilizado, o que deixa o paciente mais suscetíveis a infecções.

FONTE: G1 PI



WhatsApp


Related Post

close